BEM-AVENTURADOS OS LIMPOS DE CORAÇÃO.

CAP. VIII Do Evangelho SG. O ESPÍRITISMO.

Coração simples e puros

Pecado por pensamento

Verdadeira pureza

Mãos não lavadas

Escândalos

Se tua mão te serve de escândalo, cortai-a

Instrução dos Espíritos.

Deixai vir a min, os pequeninos

Bem- aventurados os que tem os olhos fechados.

 

CORAÇÃO SIMPLES E PURO

          "Bem - Aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus"! (Mateus V: 8)

          Então lhe apresentaram uns meninos, para que os tocasse ; mas os discípulos ameaçavam os que lhes apresentavam. - O que, vendo Jesus levou-os muito a mal, e disse-lhes: Deixai vir a min os pequeninos e não os embaraceis, porque dos tais é o Reino d e Deus.- Em verdade vos digo: Que todo aquele que não receber o Reino de Deus como pequenino, não entrará nele. - E abraçando-os e pondo neles as mãos, abençoou-os. (MARCOS 13 e 16)

          Comentários de Allan Kardec:

          A pureza de coração é inseparável simplicidade e da humildade e exclui todo pensamento de egoísmo e de orgulho.

          Por isso Jesus toma a infância, como emblema de pureza, como também a tomou de humildade.

          Esta comparação é exata do ponto de vista da vida presente, porque não tendo ainda podido o espírito manifestar nenhuma tendência perversa, oferece-nos a criança a imagem da inocência e da candura. Assim Jesus não diz de modo absoluto que o Reino de Deus, seja para elas, mas para aqueles que se lhe assemelham.

          Tudo é sábio na obra de Deus.

          A criança necessita de cuidados, que só a ternura materna lhe pode prodigalizar.

          Por outro lado, é necessário que a atividade do princípio inteligente, seja proporcional à debilidade do corpo, incapaz de resistir a uma atividade demasiada intensa do espírito, como se observa nas crianças precoces.

          Por isso desde que se aproxima a encarnação, o espírito entra em perturbação e perde pouco a pouco a consciência de si mesmo e, durante algum tempo, fica numa espécie de sono, durante o qual, todas as suas faculdades se acham em estado latente. Este estado transitório É necessário, para dar ao espírito novo ponto de partida, e faze-lo olvidar em sua nova existência terrena aquilo que poderá servir-lhe de estorvo.

          Desde o nascimento e à medida que os órgãos se desenvolvem, suas idéias voltam a tomar vôo, vagarosamente, podendo dizer-se que durante os primeiros o Espírito é verdadeiramente criança, porque as idéias que formam o fundo de seu caráter, ainda estão embotadas.

          Enquanto os instintos dormitam, ele é mais flexível, mais acessível às impressões que podem modificar a sua natureza, e faze-lo progredir. Reveste pois, durante certo tempo, a roupagem da inocência.

 

PECADO POR PENSAMENTO- ADULTÉRIO


          "Ouviste o que foi dito aos antigos; Não adulteraras".

          _Eu porém digo- vos: Que todo o que olhar para uma mulher cobiçando-a, já no seu coração adulterou com ela" (MateusV27 e 28)

Comentários de Allan Kardec:

          O vocábulo" ADULTÉRIO" é aqui tomado num sentido geral. A verdadeira pureza não esta apenas nos atos, mas também no pensamento, Embora aquele que tem o coração puro jamais pensa no mal.

          Então na pessoa que nem sequer concebe um pensamento mau, o progresso está realizado.

          Na que tem um mau pensamento, mas o repele o progresso está em vias de realização.

          Infelizmente naquela que tem um mau pensamento e nele se compraz, o mal está a todo vapor.

          Numa o trabalho, está feito.

          Na outra o progresso está em vias de se realizar.

          E na terceira, tudo está ainda por fazer.

          E Deus que é justo e paciente, leva em conta todos esses matizes na responsabilidade dos atos e pensamentos dos homens.

 

VERDADEIRA PUREZA - MÃOS NÃO LAVADAS


          Então chegaram a eles uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo:

          _Por que violam os teus discípulos a tradição dos antigos? Pois não lavam as mãos quando comem o pão.

          E ele respondeu-lhes dizendo:

          _E vós também por que transgredis o mandamento de Deus para seguir vossa tradição? Pois Deus fez este mandamento: honrai vosso pai e vossa mãe; e este outro: que aquele que disser palavras injuriosas ao seu pai e a sua mãe, seja punido de morte. Mas vos dizeis: todo aquele que tiver dito a seu pai, ou a sua mãe: Toda oferenda que faço a Deus vos é útil, satisfaz a lei, ainda que depois disto, não honre e nem assista seu pai e sua mãe; e, assim tornastes inútil o mandamento de Deus por vossa tradição.

          Hipócritas, bem profetizou de vós outros Isaías, quando diz: Este povo honra-me com os lábios, mas seu coração está longe de min. Em vão pois me honram , ensinando doutrinas, que vem dos homens. E chamando para si a turba, lhes disse: ouvi e entendei:- Não é o que entra pela boca que faz imundo o homem, mas o que sai da boca, isto é que faz imundo o homem. Toda planta, que meu Pai não plantou, será arrancada pela raiz. - deixai-os cegos são, e condutores de cegos, e se um cego guia outro cego, ambos vem a cair no barranco.

          Pedro disse:


          _Explica-nos essa parábola.

          _Também vós outros estais ainda sem inteligência? Tudo o entra pela boca, desce ao ventre e se lança depois num lugar escuso. Mas as coisas que saem da boca vem do coração, e são estas que fazem o homem imundo; - Porque do coração é que saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as fornicações, os furtos, os falsos testemunhos, as blasfêmias, estas coisas é que fazem imundo o homem (Mateus, XV 1-20)

          "Vos outros fariseus, limpai o que está por fora do corpo e do prato, mas vosso interior está cheio de rapina e de maldade.- Néscios, quem fez tudo o que está de fora, não fez também o que está dentro?" (Lucas, XI, 37-40)

          Comentários de Allan Kardec:

          Haviam os Judeus descurado dos mandamentos de DEUS, para observar a pratica observar praticas e regulamentos estabelecidas pêlos homens.

          O fundo simples, desaparecia sob as complicações da forma.

          Era mais fácil observar os atos exteriores do que reformar-se moralmente. Lavar as mãos do que limpar o coração. Pôr essa razão disse o profeta.

          Em vão me honram ensinando doutrinas e mandamentos de homens.

          O mesmo aconteceu com a doutrina moral de CRISTO, que acabou relegada a segundo plano. Pôr isso Jesus diz: " toda planta que meu Pai celestial não plantou, será arrancada pela raiz"

          O objetivo da religião é conduzir o homem à Deus. Toda religião que não melhora o homem, falha nos seus objetivos e é falsa pois a forma altera a e essência.

          Não basta ter a aparência de pureza, é preciso ter pureza de coração .

 

ESCANDÁLO- SE VOSSA MÃO É MOTIVO, CORTAI- A.

          O que escandalizar porém a um deste pequeninos que crêem em min, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma corda e o lançassem ao fundo do mar.- ai do mundo por causa dos escândalos; mas ai daquele homem por quem vem os escândalos. Ora se tua mão ou teu pé, te escandaliza, cortai-o e lançai-o para fora de ti. Melhor te é entrar na vida manco ou aleijado, do que tendo duas mãos, ou dois pés, ser lançado no fogo eterno.

          E se teus olhos te escandaliza, tira, tira-o e lançai-o fora de ti, melhor te é entrar na vida com um só olho, do que tendo dois, ser lançado no fogo do inferno.

Comentários de Allan Kardec:

          Na acepção vulgar, escândalo é toda ação que choca a moral ou o decoro de modo ostensivo.

          O vocábulo da idéia de publicidade. Muita gente se contenta em evitar o escândalo, que lhe feriria o orgulho e comprometeria suas considerações entre os homens.

          Deste jeito suas torpeza ficam ignoradas e isto lhes basta para a tranqüilidade de consciência.

          Estes são, conforme as palavras de Jesus " Sepulcros caiados por fora, mas cheios de podridão por dentro" " vasos limpos por fora, mas sujos por dentro". Não é apenas o que abala a consciência alheia; ma tudo quanto resulta dos vícios e imperfeições humanas, com ou sem publicidade.

          "É necessário que o escândalo venha, porque estando os homens em expiação na Terra, castigam-se a si próprios no contato dos vícios, dos quais são as primeiras vitimas e cujos inconvenientes acabam por compreender."

          Quando se cansarem de sofrer o mal, buscarão remédio no bem. A reação destes vícios serve pois, simultaneamente, de castigo para uns e de prova para outros. É assim que Deus faz sair o bem do mal. Quando não houver mais culpados, não haverá necessidade de castigos.

          Uma humanidade transformada em homens de bem, ninguém procurará prejudicar ao próximo e todos serão felizes. É mister destruir toda causa de escândalo, isto é do mal; arrancar do coração todo sentimento impuro e todo princípio vicioso. Repetimos, que mais valeria a um homem não ter tido a mão, do que a ter para servir de instrumento a uma ação má; estar privado da visão do que ter olhos que despertem maus pensamentos. Mas muitas coisas não podem ser compreendidas sem a chave dada pelo Espiritismo.

 

INSTRUÇÃO DOS ESPÍRITOS


          Deixai vir a min os pequeninos.

          Disse Jesus, " Deixai vir a min os pequeninos"

          Estas palavras não se reduzem ao chamamento das crianças, mas ao das almas que gravitam no mundo ou estados inferiores onde a infelicidade desconhecem a esperança.

          Jesus chamava a si a infância intelectual, aos débeis, aos cativos, aos viciosos. Nada podia ensinar à infância física, prisioneira da matéria, submetida ao jugo do instinto.

          Queria que os homens fossem a ele com o coração e a confiança das crianças, com o coação de todas as mulheres que são mães. (João Evangelista, Paris 1.863)

(Bem aventurados os que tem os olhos fechados).

Ah! Que sofrimento, bom Deus! Perdeu a visão e ficou na escuridão.

          Levantai sempre os olhos ao Céu e direi do fundo do coração:- " Meu Pai, curai-me, mas fazei que minha alma se cure antes que as enfermidades do corpo.

          Os que estão privados da vista deveriam considerar-se como os bem aventurados da expiação.

          Ho! sim, bem aventurados o cego que quer vencer com Deus. O olho aberto, está sempre disposto a descuidar-se da alma; o olho fechado, ao contrário, está sempre disposto a faze-la elevar-se para Deus.

          A cegueira dos olhos muitas vezes é a verdadeira luz do coração.

 

HISTÓRIA INFÂNTIL

AS TRÊS CRIANÇAS

          André é um bom menino.

          Será que é realmente?

          O Evangelho nos ensina que as crianças ao voltarem a nascer (Encarnação), são pela misericórdia de Deus, nosso Pai e Criador, dotados de um novo corpo, para o aperfeiçoamento do Espírito, que por sua vez, já viveu em encarnações diversas.

          Nesse processo de reencarnação, ele perde pouco a pouco a consciência de si mesmo, ficando numa espécie de sono durante algum tempo, no qual todas as suas faculdades ficam em estado latente.

          Esse estado é necessário para dar ao espírito novo ponto de partida.

          O esquecimento do passado é também bondade de Deus para as novas atividades terrenas.

          Nesta fase, o Espírito é verdadeiramente criança, porque as idéias que formam o fundo do seu caráter ainda estão embotadas. A medida que os órgãos se desenvolvem suas idéias voltam a tomar vôo vagarosamente.

          Enquanto os instintos dormitam, ele é mais flexível, mais acessível às impressões que podem modificar sua natureza e faze-lo progredir.

          Então a criança não é um Espírito recém-criado e sim reencarnado. Reveste entretanto, durante certo tempo, a roupagem da inocência.

          André tem hoje nove anos. Já principiou desde os seis ou sete anos, a mostrar seu verdadeiro caráter .

          Podemos ver que é bom, pelas suas tendências, para o bem.

          Sua cabeça não dá guarida a maus pensamentos.

          É uma criança alegre, simples e inocente.

          Amiga dos animais, e curioso, não gosta de ver pássaros presos em gaiolas, Prefere vê-los a voar pêlos ares e jardins. Atenciosa para com os mais velhos. Quando a mãe o chama para ajuda-la, está sempre pronto a toda sorte de ajuda.

          Não direi que seja perfeita. Isso não. Também faz travessuras, é muito curioso, pois gosta de mexer em tudo. É também muito teimoso.

          Estuda, faz as tarefas escolares, mas não é o primeiro da classe. Tem como colegas, crianças que se afinam com seu modo de ser. Gosta de ciências biológicas.

          Sempre que pode, vai ao aquário da Prefeitura , ver os peixinhos nadarem, e procura aprender algo novo para o seu aprendizado escolar.

          Se chegar a adolescência e maturidade com esse progresso Espiritual, será sem duvida um Bem- Aventurado, porque possui limpo o coração.

 

A SEGUNDA CRIANÇA

          Vamos conhecer outra criança chamada Marianinha, que completou nove anos também.

          Esta é uma lutadora. Alguém poderá perguntar:- Luta judô ou boxe?

          Nada disso. Marianinha luta com as más tendências.

          Ao sair dos sete anos, começou a mostrar-se inquieta com tudo. Não obedece horário de estudo, refeições, escola etc...

          Não obedece aos pais com regularidade. Falta-lhe a matéria mais importante que é a disciplina. Disciplina de si mesma.

          Mas aqui é que Marianinha, mostra seu caráter de lutadora e reformista.

          Muitas vezes, se surpreende em grande arrependimento de sua vaidade excessiva. É narcisista em exagero. Não se cansa do espelho.

          Enquanto André, o menino da primeira história, nem sequer tem um mau pensamento, Marianinha, possui uma variedade deles.

          Isso não falando dos pensamentos que lhe são ofertados gratuitamente pêlos Espíritos infelizes que se afinam com ela.

          Então está ai a sua grande luta. Não é luta corporal, nem material, é luta Moral.

          É uma necessidade urgente de ser melhor.

          As vezes chora muito e se confessa a Mamãe:

          _Eu queria ser bem melhor do que sou. Sinto grande tristeza em ser egoísta, vaidosa e tão imperfeita. Da mãe recebe conselhos para orar e pedir sempre a proteção do bom Espírito Guia. Todos nós temos essa imperiosa necessidade. Está dentro de nós, dentro de cada um em particular quando acordamos para a realidade da vida. Pôr isso Reencarnamos, buscando sempre o que nos falta. As virtudes que nos são indispensável para o aprimoramento espiritual. Quem nos ensina isto é o Evangelho e a doutrina Espírita.

          Kardec nos dá uma colher de chá, quando diz que verdadeiramente espíritas são os que buscam através da luta incessante , modificar sua conduta para o bem. Reformular o caráter, extirpando as más tendências, que cultivamos pala nossa ignorância e imperfeição.

          Marianinha, sem ser Espírita, está também procurando ser melhor.

          Nessa criança, o progresso Espiritual, está em vias de realização.

 

A TERCEIRA CRIANÇA

          Vamos conhecer outra criatura de Deus, que é nosso irmão em humanidade. Porém antes de mais nada, é bom que saibamos que o Pai criou os Espíritos simples e ignorantes e dá-lhes a liberdade e serem melhores ou não pela sua própria vontade.

          Este filho, não interessou-se pelo bem. pelo contrário, sentia prazer no mal. O mal nele se encontra a todo vapor.

          Então, enquanto em um dos meninos, o trabalho está quase pronto. (André) Na outra está se processando (Marianinha) .

          Neste o trabalho está todo por fazer.

          Júlio se compraz no mal. Não só atende a sua índole de Espírito imperfeito também ouve aos que lhe assemelham. Mau, perverso, e ignorante, tem impuro o coração. Mau filho, mau irmão, perverso com as plantas e animais.

          Não se controla ao ver um ninho de passarinhos. A pobre mãe está fora em busca de minhocas para a sua prole e quando volta, já não os encontra, pois Júlio os retirou dali. Sente prazer em agir assim. Mas Deus tudo vê, e sabe o que pode acontecer a um menino tão ruim se assim

          Continuar." Quanto maior o mal, mais forte é o remédio".

          Na escola , só faz coisas erradas. Desobedece a professora, desmancha o laço do cabelo da colega, joga papel no chão, briga com os companheiros, etc.

          Será que um dia Júlio se tornará melhor? Parece impossível.

          Parece, mas não é.

          Sabemos que lá no intimo de seu coração, Jesus o nosso Mestre amigo, espera pela planta do bem que irá nascer um dia. Sedo ou tarde vai brotar e vigorosa fortalecer-se. A semente do bem está plantada em todos os corações, e no de Júlio também.

          Um dia ele irá cansar-se de lutar contra a luz, contra o bem e desejará ser feliz como os demais.

          Nesse dia haverá tanta alegria no Céu pela volta do filho extraviado que sofria mas que resolveu afinal ser feliz. Não é muito melhor assim?

          Jesus não permitiu que as crianças fossem enxotadas, porque sabe que elas muito podem aprender com ele. Conhecendo o estado simples e inocente dos pequeninos e da facilidade que sentem as lições do Evangelho, tem certeza da aprendizagem.

          Outorgou assim aos professores, pais e interessados do porvir, a incumbência de educar para salvar.

          A educação dos pequenos é o melhor que podemos fazer por eles. Ainda aconselha Jesus aos adultos que procurem ser como as crianças, simples e humildes e puras de coração.

          João Evangelista esclareceu mais sobre o assunto " Deixai vir a min os pequeninos, quando que "pequeninos " não são unicamente as crianças, mas as almas que gravitam no orbe terrestre e mundos espirituais em estados inferiores , onde a infelicidade não conhece a esperança. Jesus chama por essa mensagem, a infância intelectual, aos débeis, aos cativos e aos viciosos. Quer que os espíritos venham a ele , com a confiança das crianças e com o coração da todas as mulheres que são mães. Jesus nos ensina que todos os pensamentos no mal é adultério da Lei de Deus.

          E que a verdadeira pureza, não está só nos atos, mas principalmente no pensamento. Para Ter-se um caráter integro é necessário, pureza no pensamento e nos atos.

          Lembremo-nos de que o Apostolo Paulo disse: Tudo nos é permitido pela liberdade que o Pai nos concedeu, " mas nem tudo nos convém".

          A pureza não esta também nas mãos lavadas e sim no cumprimento aos mandamento de Deus, que os homens esqueceram. Qual o mais importante- Não comer determinados alimentos, não comer sem lavar as mãos, ou " honrar Pai e Mãe".

          Os Judeus introduziram na Lei de Deus, conveniências humanas, tradições dos homens, por isso Jesus disse: " Toda planta que meu Pai não plantou, será arrancada pela raiz".

          O que torna impuro o homem é o que ele pensa, fala e faz de mal, porque essas coisas vem do coração e da mente. Limpai o interior, e o que está por fora resplandecerá.

          Hipócritas, disse Jesus. Bem profetizou de vós o profeta Isaias quando disse: Este povo honra-me com os lábios, mas o coração está longe de mim".

Comentários de Allan Kardec:

          Os homens descuram dos verdadeiros mandamentos, para observar práticas estabelecidas por eles. O fundo simples, desaparece sob as complicações da forma.

          É mais fácil observar os atos exteriores, do que reformar-se moralmente.

          Lavar as mãos do que limpar o coração. O mesmo aconteceu com a doutrina moral do Cristo, que acabou relegada a segundo plano.

          O objetivo da religião é conduzir o homem a Deus. Toda religião que melhora o homem , falha nos seus objetivos e é falsa, pois a forma altera a essência . O Mestre adverte, que não sejam escandalizados os simples e os pequeninos, sob pena de responder-se com grande responsabilidades na Lei de Justiça Divina. ((Causa e Efeito) Os escândalos se verificam para que a sua reação sirva simultaneamente, de castigo para uns e de provas para outros.

          É assim que Deus faz sair o bem do Mal

          Quando não houver mais culpados, não haverá infelicidade. Tal é o estado dos mundos adiantados, onde o mal foi excluído. Os mundos primitivos servem de habitação e de exílio para os Espíritos Imperfeitos.

          É necessário arrancar do coração todo sentimento impuro e todo principio vicioso. Repetimos com Jesus, que mais valeria a um homem não ter tido a mão, do que a ter para servir de instrumento a uma má ação; estar privado da visão do que a visão desperte um mau pensamento. Pôr isso disse:-(Bem - Aventurados os que tem os olhos fechados) A cegueira dos olhos, muitas vezes é a verdadeira luz do coração. Bem- Aventurados os cegos que vivem com Deus.

          Coração simples e puro: Exclui o Egoísmo, o Orgulho e a Vaidade.

          Para ilustrar essa passagem Evangélica, temos a seguinte história. Diz o filósofo:- " A natureza escreveu no rosto do homem uma carta de credito que tem de aceitar-se onde quer que se apresente".

          Os dois semblantes.

          Certa vez um grande artista foi escolhido para pintar um quadro a óleo, destinado a uma igreja de Roma. A tela deveria ter por tema a vida de Jesus. O artista que a muito tempo vinha esperando por aquela oportunidade, imensamente feliz, atirou-se ao trabalho ardorosamente. Assim anos a fio e sem descanso, dedicou-se o pintor a execução do quadro.

          Mas faltava-lhe dois modelos importantes, justamente aqueles que deveriam representar o menino Jesus e Judas Iscariote.

          Pôs-se então a procura dos modelos. Começou a busca em sua própria cidade. Procurou em todos os bairros em todas as ruas. Andou muito e viajou também. Examinou linha por linha centenas de rostos de meninos e de homens sem contudo achar quem representasse as características exigidas para os personagens de seu quadro.

          Foi então que retornando a sua terra natal, percorrendo novamente seu velho bairro, viu um pequeno, cujo semblante, de rara beleza e extraordinária meiguice, era justamente o que procurava. O pintor exultou de alegria! Enfim poderia continuar o seu trabalho. De imediato, falou aos pais do menino e pôs mãos a obra.

          Durante dias e dias o garoto pousou pacientemente, até que seus lindos traços fisionômicos, passaram um a um para a tela.

          Quando o menino se foi, o artista comentou!

          "A beleza e a candura de sua alma, estão refletidos em seu rosto"

          O pintor então começou a fazer novas buscas, agora na esperança de encontrar quem lhe servisse de modelo para a imagem de Judas. Novas caminhadas .... Novas indagações... Novos semblantes em desfile... Mais nada! Ninguém satisfazia a exigência do artista.

          A bela obra paralisada, aguardava o seu último personagem, para ser exposto aos olhares do público. O pintor já desanimava quando um dia, ao passar por um bar pouco recomendável, viu aparecer a porta um pobre homem esfarrapado e magro. Estava embriagado!

          Por um instante, o homem cambaleou e agarrou-se a porta. Deu dois passos incertos, tropeçou e caiu ao chão.

          O pintor aproximou-se condoído e ao tentar levanta-lo estremeceu de horror e emoção.

          Aquela fisionomia ainda moça, marcada impiedosamente pelo vicio, ajustava-se com precisão á sua tela inacabada!

          Ajudou-o a erguer-se e propôs-lhe:

          _Venha comigo, eu cuidarei de você.

          Encontrara afinal o seu Judas Iscariote.

          Pôs-se então o artista, dia e noite a completar a tela. Mas coisa estranha, à medida que o trabalho avançava, o modelo pouco a pouco demonstrava desoladora tristeza. O pintor percebia a transformação, mas nada comentava.

          Um dia porém, notando que lágrimas silenciosas deslizavam daqueles olhos encovados, interrompeu o trabalho e indagou interessado!

          _Meu filho, porque se aflige tanto? Em que posso ajudar?

          Desatando a chorar, o modelo cobriu o rosto com as mãos . depois passados uns instantes, olhou para o pintor e disse:

          _Não se lembra de min?

          _Há muitos anos, pousei para o seu MENINO JESUS...

          O filósofo ORIZON MARDEM, fala sobre o valor da castidade.

          _É honrosa para o homem, a pureza de pensamentos, e a honestidade de linguagem.

          Cada qual é conforme são os seus mais vivos sentimentos. Se de índole generosa, todas as suas emoções tomarão aspectos dessa virtude.

          As paixões brutas são como marinheiros amotinados que é preciso encerrar nos porões.

          Nosso fonógrafo mental reproduzirá uma conversação obscena, enquanto a vida durar.

          Afirmam os fisiológicos que todas as partículas de nosso organismo se renovarão periodicamente, mas nenhum químico é capaz de fazer desaparecer da memória, por completo, os vestígios de um pensamento sinistro.

          O homem perde-se quando perde a sua pureza. Não existe na vida, mais inestimável tesouro que a "castidade" que em rigor é a pureza aplicada aos pensamentos, palavras , obras, leituras, atitudes, gestos, companhias, ocupações e até alimentos.

          É tão necessário manter puro o corpo físico alimentando-o e nutrindo-o, como manter puro também os sentimentos generosos e nobres. Só assim é possível conservar o harmônico equilíbrio Espiritual e Corporal .

          A imaginação é o cinzel da alma e a chave do destino.

          "Sede limpos de coração. Este é o grande mandamento. Não escuteis aqueles que vos disserem que o vicio é uma necessidade.

          Nada do que é mau e pernicioso, é necessário.

          Toda malícia é fraqueza. O vicio e a força, não tem parentesco algum

          A pureza é a força, a saúde é o poder.

          Só há um remédio eficaz contra a impureza:- a constante ocupação em coisas úteis.

          Milhares de homens , deixariam cortar a mão direita, se por tal preço se pudessem ver livres das conseqüências da impureza.

          As novelas e literaturas imoral, são como canos de esgoto, por onde corre, viscosa, a vaza concentrada das mais horrendas paixões, dos mais degenerados costumes e dos mais dissolutos tipos. É horrível que tão hediondas cloacas, despejem a sua imundície sobre a cabeça de nossos filhos. Quem pode matar os répteis que surgem da mente de um escritor licencioso?

          Mantende Ho! jovens ! bem puros os vossos corações.

          Não percais a inocência, porque se tal vos acontecer, tereis perdido o mais precioso Dom de Deus, e não mais volvereis a encontra-lo, ainda que com lágrimas de arrependimento o busqueis.

          Se uma harpa se quebra, há um artífice que a repara, se uma luz se apaga, outra luz se reascende, mas quem há que restitua louçania e fragrância, a uma flor fanada? Se um aroma se evola, quem há que o concentre de novo?

          Valor da Castidade.

          Quem subirá à montanha do Senhor?

          Quem permanecerá nesse sacratíssimo lugar?

          Quem for limpo de mãos e puro de coração. "DAVID"

          Pois que ? Não sabeis que o vosso corpo é o Templo do Espírito Santo? (São Paulo)

          Um coração sem mancha, não se intimida facilmente. (Shakespeare)

          Se a alma é limpa, o corpo resplandece. (Hunt)

FIM

 

Voltar