FORA DA CARIDADE NÃO HA SALVAÇÃO

CAP. XI DO EVANGELHO SEG. O ESPÍRITISMO.

O que é mister para salvar-se.

Parábola do Samaritano.

O maior mandamento.

Necessidade da Caridade Seg. São Paulo.

Fora da Igreja não há salvação.

Fora da verdade não há salvação.

Instrução dos Espíritos.

Fora da Caridade não há salvação.

 

O QUE É MISTER PARA SALVAR-SE

(PARÁBOLA DO BOM SAMARITANO)

 

          "Mas quando vier o filho do homem em sua majestade acompanhado de todos os anjo, se assentará sobre o trono da sua gloria; e todas as nações estarão reunidas diante dele. Separará uns dos outros, como o pastor aparta os cabritos das ovelhas. E assim porá as ovelhas à direita, e os cabritos à esquerda.

          Então dirá o Rei aos que hão de estar à sua direita: Vinde benditos de meu Pai, possuí o reino que vos está preparado desde o princípio do mundo; porque tive fome, e deste-me de comer, tive sede, e deste-me de beber, era hospede, e recolheste-me: estava nu, e cobriste-me, estava enfermo e visitaste-me, estava no cárcere, e te fomos ver.

          Então lhe responderão os justos, dizendo: Senhor, quando é que nós te vimos faminto, e te demos de comer, ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos hospede, e te recolhemos, ou nu, e te vestimos? Ou quando te vimos enfermo, ou no cárcere, e te fomos ver?

          E respondendo o Rei, lhes dirá: na verdade vos digo, que quantas vezes vos fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, a min é que o fizestes.

          Então dirá também aos que hão de estar á esquerda. Apartai- vos de min, malditos, para o fogo eterno que está aparelhado para o diabo e para os seus anjos,-- porque tive fome, e não me deste de comer, tive sede e não me deste de beber era hospede e não me recolhestes, estava nu, e não me cobristes, estava enfermo e no cárcere, e não me visitastes.

          Então eles também lhe responderão, dizendo: - Senhor, quando é que nós te vimos faminto ou com sede, ou hospede, ou nu, ou enfermo, ou no cárcere e deixamos de te assistir?

          Então lhes responderá ela, dizendo: Na verdade vos digo que quantas vezes deixastes de fazer a um destes pequeninos, a min o deixaste de fazer e irão estes para o suplicio e os justos para a vida eterna." (MATEUS)

          "E eis que se levantou um doutor da lei, e lhe disse para o tentar: Mestre, que ei de fazer para entrar na posse da vida eterna?

          Disse-lhe então Jesus: Que é que está escrito na Lei? Como lê tu?

          Ele respondendo disse: Amarás ao Senhor, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças de todo o teu entendimento, e ao próximo como a ti mesmo.

          E Jesus lhe disse: respondeste bem: Fase isto, e viverás.

          Mas ele querendo justificar-se a si mesmo disse: E quem é meu próximo? E Jesus, prosseguindo o seu discurso, disse:

          Um homem baixava de Jerusalém a Jerico, e caiu nas mãos dos ladrões, que logo o despojaram do que levava. Depois de o terem maltratado com muitas feridas, se retiraram, deixando-o semi morto.

          Aconteceu pois que passava pelo mesmo caminho um sacerdote, e quando o viu, passou ao largo.

          E assim também, passou um levita, que fez o mesmo, passou ao largo.

          Mas um Samaritano, que ia seu caminho, chegou perto dele, e quando o viu, se moveu de compaixão, E chegando-se, lhe atou as feridas, curando-as. E pondo-o sobre a sua cavalgadura, o levou a uma estalagem, e teve cuidados com ele. Tirando dois denários, deu-os ao estalajadeiro dizendo: Tem cuidado com ele. E quanto gastares a mais, eu te satisfarei quando voltar.

          Qual destes três, te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos ladrões?

          Respondeu logo o doutor: aquele que usou de misericórdia, para com o homem.

          Então disse-lhe Jesus: Pois vai, e fase tu o mesmo." (LUCAS)

          COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC

          Toda moral de Jesus se resume na caridade e na humildade, isto é, nas virtudes contrárias ao orgulho e ao egoísmo.

          Em todos os ensinos, o Mestre manifesta que estas virtudes são caminhos da eterna felicidade.

          Ao lado da parte acessória e figurada do quadro, há uma idéia dominante, a da felicidade que espera o justo e a da infelicidade reservada aos maus.

          Neste julgamento supremo, sobre que se baseia? Acaso pergunta se foram preenchidas tais ou quais formalidades? Se foram observadas estas ou aquelas exterioridade? Não, só deseja saber da prática da Caridade, e sentencia dizendo: Vos que socorrestes vossos irmãos, passai a direita. Vos que haveis sido duros com eles, passai a esquerda.

          Acaso indaga da ortodoxia da fé? Faz distinção entre o que crê de um modo e o que crê de outro?

          Não porque Jesus coloca o Samaritano, considerado herege, mas que tem amor ao próximo, acima do ortodoxo a quem falta a Caridade. Se colocou a Caridade em primeira linha entre as virtudes, é porque encerra todas as outras: a humildade, a mansidão, a justiça, a benevolência e a humildade etc...

O MAIOR MANDAMENTO

          "Mas os fariseus, quando ouviram que Jesus tinha feito calar a boca aos saduceus, se ajuntaram em conselho. E um deles, que era doutor da Lei, tentando-o, lhe perguntou: Mestre, qual é o grande mandamento da lei? - Jesus lhe disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. - este é o primeiro mandamento. O segundo, é semelhante a este: Amarás ao teu próximo, como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a Lei dos Profetas." (MATEUS)

          COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC

          "Não é possível amar à Deus sem praticar a Caridade para com o próximo, por isso todos os deveres do homem estão resumidos na máxima:

          FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO"

 

NECESSIDADE DA CARIDADE SEG. SÃO PAULO

          "Se eu falar a língua dos homens e não tiver a CARIDADE, sou como o metal que soa ou o sino que tine."

          "Se eu tiver o Dom de profecia e conhecer todos ao mistérios e quanto se pode saber, e se tiver toda fé, até o ponto de transportar montanhas, e se não tiver Caridade, não sou nada.

          E se eu distribuir todos os meus bens em sustento dos pobres, e se entregar o meu corpo para ser queimado, se todavia não tiver Caridade, nada disto me aproveita"

          "A Caridade é paciente, é benigna. A Caridade não é invejosa, não obra temerária nem precipitadamente, não se ensoberbece, não é ambiciosa, não busca os próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade: Tudo tolera, tudo crê. Tudo espera. Tudo sofre."

          "Agoira pois, permanecem estas três virtudes: A FÉ, A ESPERANÇA, E A CARIDADE, porém a maior delas é a CARIDADE."

          COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC

          De tal modo compreendeu S. Paulo esta verdade que diz: Entre as três virtudes, A FÉ A ESPERANÇA E CARIDADE, a maior é a Caridade. É que ela está ao alcance de todos. Do ignorante e do sábio, do rico e do pobre e independentemente de qualquer crença particular.

          Ainda mais: define a verdadeira Caridade, mostrando-a não apenas na Beneficência, mas principalmente, no conjunto de qualidades do Coração, na bondade e na benevolência para com o próximo. Em outra definição: na reforma intima de nós mesmos em busca das virtudes de que necessitamos para o nosso aperfeiçoamento.

          A paciência, a justiça, a verdade, a tolerância, a benevolência a solidariedade, o trabalho etc...

FORA DA IGREJA NÃO HÁ SALVAÇÃO

FORA DA VERDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

          COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC E INSTRUÇÃO DOS ESPÍRITOS

          Enquanto a máxima. "Fora da Caridade não há salvação" se apoia num principio universal e prepara todos os filhos de Deus o acesso à felicidade suprema, o dogma. "Fora da Igreja não há salvação" se apoia não na Fé fundamental em Deus e na imortalidade da alma, Fé comum a todas as religiões, mas na fé especial em dogmas particulares. É exclusiva e absoluta; e em vês de unir os filhos de Deus, divide-os, em lugar de excitar o amor aos seus irmãos mantêm e sanciona a irritação entre os sectários dos diversos cultos, que reciprocamente são considerados como malditos na eternidade.

          Quanto a máxima "Fora da Caridade não há salvação" é a consagração do principio de igualdade perante Deus e a liberdade de consciência, e como regra, todos os homens são irmãos.

          Com o dogma "Fora da Igreja não há salvação" anatematizam-se e vivem como inimigos.

          "Fora da Verdade, não há salvação", seria equivalente a "Fora da Igreja não há salvação" É também exclusivista, porque não há uma só seita que pretenda ter o privilégio da verdade.

          Quem pode vangloriar-se de possui-la por inteiro? Quando o circulo dos conhecimentos cresce incessantemente e quando as idéias, se modificam todos os dias? A verdade absoluta, é patrimônio apenas dos Espíritos de ordem mais elevada e a humanidade terrena, só poderá aspirar a uma verdade relativa, proporcional ao seu adiantamento

          Já a CARIDADE pode ser por todos praticada. De acordo com o Evangelho, admite-se que o indivíduo pode salvar-se qualquer que seja a sua crença, contando que observe a Lei de Deus.

          Não diz o Espiritismo " Fora do Espiritismo não há salvação" E como não pretende ensinar ainda toda a Verdade, tão pouco diz: "fora da verdade, não há salvação".

          Segundo S. Paulo, em mensagem enviada em Paris no ano de 1860, diz:

          _Filhos meus, na máxima " Fora da caridade não há salvação" está contido o destino do homem na Terra e no Céu. Na Terra, porque á sombra desse estandarte, viverá em paz. No Céu, porque aqueles que a houverem praticado encontrarão graças diante do Senhor.

          Submetei todas as vossas ações á prova da Caridade. Amigos meus, daí graças a deus por haver permitido que pudésseis gozar da luz do Espiritismo, não porque os que a possuem, sejam os únicos a se salvar, mas porque, ajudando-vos a compreender melhor os ensinamentos do CRISTO, vos torna melhores Cristãos.

          Fazei pois, que ao vos olhar, se possa dizer que verdadeiro espírita e verdadeiro Cristão, são uma só e mesma coisa.

          Todos os que praticam a CARIDADE, são discípulos de JESUS.(Apostolo Paulo, Paris, 1860)

Voltar