História 20

O bom Samaritano Parábola

      Evangelho Seg. São Lucas que foi médico escritor e companheiro de missão junto ao apóstolo São Paulo.

      Parábola Pequena estória que contém ensinamentos grandiosos com profunda filosofia.

      Certo dia, um homem, interprete da lei se levantou com o intuito de por Jesus a prova , disse-lhe: " Mestre, que farei para herdar a vida eterna ?"

      Jesus lhe respondeu com uma pergunta. Que está escrito na lei? Respondeu ele : Amaras o Senhor teu Deus de todo o teu coração de toda a tua alma de todas as tuas forças e se todo o teu entendimento

      E amarás o teu próximo como. A ti mesmo.

      Disse Jesus: "Respondeste corretamente

Fase isto e viverás"

     "E quem é o meu próximo" - perguntou o fariseu

      Jesus então contou-lhe a seguinte estória.

      Certo homem descia de Jerusalém para Jerico, e veio a cair nas mãos de salteadores.

 

      Estes, depois de tudo lhe roubarem e lhe causar muitos ferimentos, retiraram-se, deixando-o semi morto.

 

   

 

      Descia por ali um Sacerdote que vendo o homem ferido e caído ao chão, passou ao largo.

 

 

 

      Semelhante ao Sacerdote, passou um Levita, que descia por aquele lugar e vendo-o, também passou ao largo

 

  

   

 

      Certo Samaritano, que seguia o seu caminho, passou perto e vendo-o compadeceu-se dele.

 

 

 


     

      Chegando-se tratou-lhe as feridas, colocou-o sobre o seu próprio animal , levou-o para uma hospedaria e tratou dele.

 

      No dia seguinte, tirou de sua bolsa, dois denários e os entregou ao hospedeiro dizendo: cuida bem deste homem e, se alguma coisa a mais, eu te indenizarei quando voltar.

 

 

      Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores?

      Respondeu-lhe o interprete da Lei. O que usou de misericórdia para com o pobre homem.

      Disse Jesus: "Muito bem, então vai e procede tu, de igual maneira."

      Vemos nesta passagem, Jesus falar de diversas personalidades da época.

Fariseus (do hebreu, Pha rash , quer dizer divisão separação )

       Parte da teologia judaica, era formada pela tradição.
      
Entre os doutores, assunto era objeto de intermináveis discussões. Na maioria dos casos, sobre simples questões de palavras ou de forma. A seita dos fariseus teve como chefe Hilel, doutor judeu, nascido na Babilonia, fundador de uma escola célebre, onde se ensinava que a fé só se devia as Escrituras.
      
Tomavam parte nas controvérsias públicas e religiosas. Observadores sérios das praticas exteriores do culto e das cerimonias, chios de zelo ardente pelo proselitismo, inimigos dos inovadores, afetavam grande severidade de princípios mas sob a aparência de meticulosa devoção ocultavam costumes dissolutos. Mito orgulho e sobre tudo excessivo afã de dominação. Para eles a religião era antes um meio de prosperar do que objetivo de fé sincera.
      
Tinham apenas no exterior a ostentação da virtude . Mesmo assim exerciam grande influência sobre o povoa cujos olhos passavam por santos, rasam porque eram poderosos em Jerusalém.
      
Criam na imortalidade da alma, na ressurreição dos mortos, mas apegavam-se a letra dos ensinos e Jesus que acima de tudo apreciava a simplicidade e as qualidades do coração, que preferia na Lei o espírito que vivifica à letra que mata ,dedicou-se durante a sua missão a desmascarar a hipocrisia daqueles e em conseqüência , neles teve os mais encarniçados inimigos, por isso uniram-se aos príncipes dos sacerdotes para contra ele amotinar o povo e faze-lo matar.

Sacerdote

       Ministro da Bíblia, investido de autoridade. A função essencial de seu cargo era a de mediador entre Deus e os homens. As obrigações em geral eram ministrar no santuário, diante do Senhor ,ensinar o povo a guardar a Lei de Deus e tomar conhecimento da Lei Divina consultando o Urim e o Thummim

Urim e Thummim.

       Nome de um ou mais objetos pertencentes ao Santuário que o sacerdote traz no peito quando se apresentava diante do Senhor. Por meio desses objetos o sacerdote consulta a vontade de Deus em coisas difíceis. A resposta consistia em uma iluminação interna (intuição).
      
Tinham eles maneiras especiais de se vestirem-se pentearem-se e viver.

Levita

       São os descendentes de Levi, filho de Jacó
      
Tomavam conta do santuário . O zelo, o transporte do rico Santuário. O preparo dos materiais necessários ao culto, reclamavam serviços que excediam as forças de um homem ou de uma família
      
O cuidado do Tabernáculo erra um cargo muito honroso
      
Foram escolhidos os levitas para o serviço que se relacionava com o Tabernáculo pelo motivo de que quando o povo quebrou o pacto com Deus e fabricou o bezerro de ouro, somente os levitas permaneceram fieis a sua aliança com Deus. Os levitas, distinguiam-se nas grandes solenidade vestindo-se com túnicas de linho.
      
Eram portanto pessoas especiais e com cargos também especiais.

Samaritanos

       Vem da Samaria que chamava-se a principio Shamron que quer dizer lugar de vigília, guardiã, sentinela,
      
E parecia muito apropriada a uma cidade situada no alto de um monte. Possuía um vale muito fértil com bosques e terras boas para o plantio.
      
Eram desprezados pelos Judeus pelo fato de ser uma raça misturada com Babilônicos. E árabes. Estes elementos estrangeiros, levaram consigo a sua idolatria. Levantavam imagens de seus deuses nos lugares altos de Israel combinando a idolatria com o culto de Jehovah (Deus ).
      
Oculto pagão crescia e os judeus sentiam repugnância em manter relações sociais e religiosas com os samaritanos. E não permitiam a adoração deles no Templo de Jerusalém.
      
Eles então se insularam na Samaria e fundaram o seu próprio templo, sobre o monte Garizim e declaravam não pertencer a mesma raça. E agradavam aos estrangeiros mostrando desejo de que seu templo fosse dedicado a Júpiter. Defensor dos estrangeiros.
      
Mais tarde o motivo que levou os Samaritanos a receberem o Evangelho foi a pregação
      
De Felipe através dos milagres operados por ele. Outro motivo , foi Jesus admitir –lhes os mesmos privilégios de que gozavam os Judeus convertidos ao Evangelho.

São Lucas o Evangelista.

       Próximo é toda pessoa, necessitada que se apresente. O próximo do Samaritano foi o doente do caminho.
      
Certa vez Jesus disse: Graças te dou oh! Pai, porque os teus ensinos tu o revelastes aos pequeninos e humildes. E os escondestes aos sábios e orgulhosos.

Pergunta O que queria dizer Jesus com isso.
Resposta Que muitos como o Fariseu , o Sacerdote e o Levita que eram os intelectuais da época ficariam sem entender a profundidade da filosofia Cristã ao passo que homens simples como o Samaritano que não tinha cultura , mas possuía um bem inestimável que era o coração bem formado para o amor ao semelhante.

        O Samaritano não perguntou, não investigou, não suspeitou, apenas ajudou. Não lhe interessou saber se o pobre irmão possuía esta ou aquela posição social esta ou aquela religião se era rico ou pobre. Somente viu nele um irmão necessitado de auxilio e mediato.
       
Então o Samaritano foi misericordioso . Não julgou mal Foi paciente, foi benigno .Não se conduziu inconvenientemente, não procurou interesses pessoais, não se exasperou, não se sentiu superior, entristeceu-se com a injustiça .Como diz o Apóstolo São Paulo: O AMOR È O DOM SUPREMO.
       
O Samaritano não falava a língua dos anjos, não profetizou, não demostrou conhecer ciências e filosofias, e entretanto foi realmente o anjo do Próximo, como disse Jesus.
      
O maior, Dom é o amor.
      
O Samaritano possuía esse Dom.
      
Façamos nós o mesmo.

Voltar